What a Wonderful World

 

Que Mundo Maravilhoso

What a Wonderful World
I see trees of green, red roses too
I see them bloom for me and you
And I think to myself, what a wonderful world
 

  Que Mundo Maravilhoso
Eu vejo as árvores verdes, rosas vermelhas também
Eu as vejo florescer para mim e você
E eu penso comigo... que mundo maravilhoso

I see skies so blue and clouds of white
The bright blessed days, the dark sacred night
And I think to myself, what a wonderful world
 

  Eu vejo os céus tão azuis e as nuvens tão brancas
O brilho abençoado do dia, e a escuridão sagrada da noite
E eu penso comigo... que mundo maravilhoso

The colors of the rainbow, so pretty in the sky
Are also on the faces of people going by
I see friends shaking hands, saying, "how do you do?"
They're really saying, "I love you"
 

  As cores do arco-íris, tão bonitas no céu
Estão também nos rostos das pessoas que se vão
Vejo amigos apertando as mãos, dizendo: "como você vai?"
Eles realmente dizem: "eu te amo!"

I hear babies cry, I watch them grow
They'll learn much more, than I'll never know
And I think to myself, what a wonderful world
 

  Eu ouço bebês chorando, eu os vejo crescer
Eles aprenderão muito mais que eu jamais saberei
E eu penso comigo... que mundo maravilhoso

Yes, I think to myself, what a wonderful world

Sim, eu penso comigo... que mundo maravilhoso



Canção escrita por Bob Thiele e George David Weiss . Foi gravada pela primeira vez por
Louis Armstrong e lançada em 1967

 

Quando se fala de Louis Armstrong, fala-se dos sentimentos humanos mais profundos e do mais alto nível
de sofisticação musical.

Louis Daniel Armstrong: Nascido na pobreza, na virada do século XX, Louis Armstrong subiu acima origem humilde para se tornar um trompetista e magistral artista amado. Ele desempenhou um papel fundamental no desenvolvimento de um dos novos estilos mais importantes do início do século XX, da música - jazz . Armstrong possuía a técnicas de improvisação, um estilo deslumbrante enérgico e assim influenciou outras gerações de músicos. Um dos primeiros a realizar-estilo scat singing, ele é conhecido também pela sua distinta voz rouca. Armstrong escreveu duas autobiografias e apareceu em mais de trinta filmes.

Datas: 04 de agosto de 1901 * - 6 de julho de 1971

Também conhecido como: Satchmo, Pops

Louis Armstrong nasceu em New Orleans, Louisiana, filho de  Mayann Albert e seu namorado Willie Armstrong. Algumas semanas depois do nascimento de Louis, ficou sob os cuidados de sua avó, Josephine Armstrong.
Josephine ganhava algum dinheiro lavando roupa para famílias brancas, ela esforçou-se para manter a comida na mesa. Jovem Louis Armstrong não tinha brinquedos, poucas roupas, e andava descalço na maioria das vezes. Mesmo na pobreza, Josephine teve certeza que seu neto frequentou a escola e igreja.
Enquanto Louis estava vivendo com sua avó, sua mãe tem um breve relacionamento com Willie Armstrong e deu à luz a uma segunda criança, Beatrice, em 1903. Beatrice ainda era muito jovem, Willie mais uma vez deixa Mayann.

Quatro anos mais tarde, quando Armstrong tinha seis anos de idade, volta viver com sua mãe,  em um bairro violento chamado Storyville "campo de batalha" por causa do jogo, bebedeiras, brigas, tiroteio e que freqüentemente ocorreram lá.. Louis tinha que cuidar de sua irmã para sua mãe poder trabalhar.

Aos sete anos, foi trabalhar com entrega de carvão para os Karnoffsky uma família de imigrantes judeus russos e para às prostitutas de Storyville.
Louis empurrava a  carroça, tocando uma longa e fina corneta a fim de avisar aos clientes e a família Karnoffsky que eles estavam chegando.

A sra. Karnoffsky insistia que ele jantasse bem antes de voltar para casa e Armstrong nunca se esqueceu da bondade da família. Durante toda a sua vida, ele usaria a estrela-de-davi
Certo dia, Louis descobriu uma corneta bem surrada na vitrine de uma loja de penhores e pediu aos Karnoffsky que lhe adiantassem cinco dólares para comprá-la.
''Após soprá-la por pouco tempo'', recordou Armstrong ''eu percebi que podia tocar Home Sweet Home.

Durante a realização na rua, Armstrong e seus amigos entraram em contato com músicos locais, muitos dos quais disputados em Storyville honky-tonks (bares com patronos da classe trabalhadora, muitas vezes encontrada no Sul). Armstrong fez amizade com um dos melhores trompetistas mais conhecidas da cidade, Bunk Johnson, que lhe ensinou canções e novas técnicas e permitiu Louis sentar-se com ele durante as apresentações do honky-tonks.
Armstrong conseguiu ficar fora de problemas, até que um incidente na véspera do Ano Novo 1912 mudou o curso de sua vida.

Durante o Réveillon rua celebração no final de 1912, onze anos de idade, Louis disparou uma pistola para o ar. Ele foi levado para a delegacia e passou a noite em uma cela. Na manhã seguinte, um juiz o condenou e é levado para Waif Colored por um período indeterminado de tempo.
Em Waif Colored um reformatório para jovens negros com problemas, administrado pelo capitão Joseph Jones um ex-soldado, o capitão Jones fornecido disciplina duras, bem como refeições regulares e aulas diárias, os quais tiveram um efeito positivo sobre Armstrong. Curiosamente, foi essa temporada no reformatório que o fez ter um contato intensivo com a música, na escola, Armstrong foi instruído por Peter Davis e se tornou o líder da banda de música da casa.

Depois de dois anos no reformatório, Armstrong foi autorizado a voltar a morar com sua mãe e sua irmã. Ao retornar, Armstrong formou um quarteto com os seus amigos. Cada membro do grupo tinha um apelido, Louis Armstrong foi apelidado de "Satchelmouth" (mais tarde encurtado para "Satchmo"), uma referência ao seu largo sorriso. O grupo tocava nas esquinas e colocavam um chapéu no chão para as gorjeias do público que passa. Embora Armstrong vivendo em um bairro pobre, as ricas tradições musicais da cidade compensados.

A extraordinária musicalidade inata de Armstrong, somada à disciplina técnica que havia adquirido na banda do reformatório, capacitaram-no a tocar num estilo pessoal, incisivo e virtuoso que ultrapassava o estilo reinante em New Orleans naquele tempo. Por volta de 1917, Joe “King” Oliver, percebendo o talento do jovem, tomou Armstrong sob sua proteção, e quando foi para Chicago em 1918, recomendou Armstrong para substituí-lo na banda de Kid Ory. Louis tocou com a banda de Fate Marable entre 1919 e 1921, e em 1922 foi para Chicago para se juntar novamente a Oliver. Em 1924 casou-se com Lillian Hardin, a pianista do conjunto de Oliver (a segunda de suas quatro esposas). Por incentivo de Lil, Louis deixou Oliver e entrou para a orquestra de Fletcher Henderson em Nova Iorque, com quem ficaria pouco mais de um ano.

A estréia de Armstrong como líder se deu em 12 de novembro de 1925. Nos anos seguintes, Armstrong gravaria muito, com os Hot Five de 1925-1926, os Hot Seven de 1927 e os Hot Five de 1928 - os melhores (com seis integrantes), com Earl Hines ao piano. Toda essa série de gravações é absolutamente antológica, e ocupa um lugar central na história do jazz. Nelas, o gênio de Armstrong se revela em sua plenitude. Durante esse período, Armstrong também trabalhou com inúmeras orquestras. Foi por essa época que ele trocou definitivamente a corneta pelo trompete. A partir de 1929, Armstrong deixa os conjuntos pequenos e passa dezenove anos trabalhando apenas à frente de grandes orquestras, sempre como estrela absoluta. Em 1932 e 1933 fez suas primeiras turnês pela Europa. Em 1938 Louis e Lilian se divorciam e ele se casa com Alpha Smith. Em 1942 casa-se com Lucille Wilson, que seria sua esposa até o fim da vida. Nos anos 40, especialmente com o declínio do swing no pós-guerra, a música de Armstrong começou a ser considerada pelo público como um tanto fora de moda. Em 1948 forma o Louis Armstrong and His All Stars, um sexteto de grandes músicos, nos moldes do seu segundo Hot Five, agora com a participação do ex-clarinetista de Duke Ellington, Barney Bigard, o notável trombonista Jack Teagarden, o baixista Arvel Shaw, o grande baterista Sid Catlett, e o mestre Earl Hines ao piano. Esse conjunto se revela o contexto ideal para a arte de Armstrong, e com ele faz turnês por todo o mundo. No entanto, com o passar do tempo, ocorreram sucessivas mudanças no pessoal dos All Stars, o padrão musical caiu sensivelmente, e a música se tornou mais previsível.

Nos anos 50 e 60, Armstrong se tornou uma celebridade sem paralelo no mundo da música popular, graças não só às suas turnês e gravações, mas também, às suas participações em filmes. Apesar de ter sofrido um ataque cardíaco em 1959, continuou ativo e realizando turnês. Enfrentou algumas críticas por parte dos ativistas negros norte-americanos, pelo fato de não militar mais ativamente no movimento dos direitos civis. Porém é preciso lembrar que, naquela época, Louis já se aproximava dos 60 anos de idade, e pertencia a uma geração diferente daquela que estava assumindo a linha de frente dos protestos e da militância no final dos anos 50 e ao longo dos anos 60. Armstrong trabalhou até os seus últimos dias, e morreu dormindo em sua casa, em Nova Iorque, em 6 de julho de 1971.

* Ao longo de sua vida, Louis Armstrong afirmou que sua data de nascimento era 04 de julho de 1900, mas documentos encontrados depois de sua morte, confirmou a data real a ser 04 de agosto de 1901

Louis Armstrong foi o primeiro grande solista de trompete no jazz. Sua trombeta e vocais inconfundíveis, continuou fazendo o que ele mais amava, fazer as pessoas felizes.

What a Wonderful World

Foi gravada pela primeira vez na voz de Louis Armstrong e lançada como compacto no início do outono de 1967. A intenção era que a música servisse como antídoto ao carregado clima racial e político nos Estados Unidos (foi escrita especialmente para Armstrong ), a canção detalha o deleite do cantor pelas coisas simples do dia-a-dia. A música mantém, também, um tom esperançoso e otimista em relação ao futuro, incluindo uma referência aos bebês que nascem no mundo e terão muito para ver e aprender.
A canção, inicialmente, não obteve êxito nos Estados Unidos, onde vendeu menos de 1000 cópias, mas foi um grande sucesso no Reino Unido,  foi uma campeã de vendas em 1968.
Em 1988, a gravação original de Louis Armstrong foi apresentada no filme Good Morning, Vietnam, e foi re-lançada , alcançando a posição número 32 na Billboard Hot 100 em abril daquele ano.

     
   

 Mulher Virtual ®
Todos os direitos reservados.
Não é permitido copiar imagens, ao invés de copiar envie a pagina obrigada